AO VIVO
07:59 / 19/08/2017
Josué Martins
SUPER SÁBADO
Justiça cassa prefeito de Campinápolis
Fonte: Inácio Roberto - Interativa
Publicado em 01/08/2017 ás 16:40:38

 

 

 

 

 

 

CAMPINÁPOLIS - A justiça eleitoral de Campinápolis, representado pela juíza Dra. Luciene Kelly Marciano Roos, cassou na manhã desta segunda-feira, 31, o prefeito de Campinápolis Jeovan Faria e seu vice-prefeito José Bueno Vilela. Ainda na mesma sentença, a juíza decretou a retomada da concessão do serviço de água e esgoto do Município de Campinápolis. Segundo a denuncia proposta por Maria Madalena Ferreira Valadão, Jeovan Faria, reeleito para o cargo de prefeito de Campinápolis, em 2016, teria, supostamente, abusado de seu poder político e violado o princípio da isonomia do processo eleitoral em prol de sua candidatura e de seu vice José Bueno Vilela. 

De acordo com a inicial, em meados do mês de abril de 2016, a Administração Municipal declarou à SETAE a caducidade do contrato de concessão do sistema de água e de esgoto da Cidade de Campinápolis-MT, assumindo diretamente a execução de tal serviço público. 
Contudo, segundo a denúncia, Jeovan Faria, prefeito municipal e candidato à reeleição na época, nos três meses que antecederam as eleições, deixou de efetuar o controle e a leitura do consumo de água pelos munícipes, vindo a reduzir a taxa cobrada por tal serviço para o mínimo de R$ 20,22 (vinte reais e vinte e dois centavos) e ainda de acordo com a denúncia, tal redução perdurou somente até a concretização das eleições, vindo a ser normalizada a cobrança em outubro de 2016. 
A investigação da justiça, conclui sustentando que tal conduta gerou prejuízo financeiro e gerencial ao erário público, colocando em risco o sistema de abastecimento de Campinápolis e desestabilizando o pleito eleitoral, posto que os eleitores acreditaram que com a manutenção do representado como prefeito, teriam suas contas de água reduzidas. (Ascom TRE)

Prefeito esclarece

CAMPINÁPOLIS - O prefeito Jeovan Faria foi procurado pela nossa reportagem na terça-feira dessa semana, para emitir parecer sobre a sua cassação. Na ocasião, Faria esclareceu que recebeu a notícia com surpresa, mas ao mesmo tempo com tranquilidade.
Ele afirmou que realmente existiu um processo administrativo contra a Empresa Setae - Serviços de Tratamento de Água e Esgoto de Campinápolis, que perdurou por mais de um ano. Segundo ele, “por determinação judicial, tivemos que assumir o abastecimento de água no município”. Reconheceu que a administração enfrentou dificuldades para manter o abastecimento regular à população. Segundo Jeovan, tal situação não trouxe ganhos, mas prejuízos eleitorais.
O prefeito afirma que respeita a decisão da Justiça Eleitoral, porém, entrará com recurso no TRE - Tribunal Regional Eleitoral em Cuiabá. Ressaltou que enquanto aguarda a decisão final do TRE, seguirá com sua gestão pautada por muito trabalho, transparência, honestidade e eficiência, homenageando a vontade de quase 70% dos eleitores campinapolenses. Confira a nota do prefeito Jeovan Faria abaixo.

 

(Inácio Roberto).

Hoje nosso sistema registrou

1591

Visitas
Se você é um de nossos fiéis ouvintes
Clique aqui para registrar sua visita.
© 2014 - Rádio Vida Nova FM - 87.9
Site Desenvolvido e Hospedado por: